sábado, 17 de maio de 2014

ALANDROAL: 25 de Abril trouxe o Povo à Rua




O Alandroal comemorou o 40º aniversário da revolução de 1974 com diversas atividades pelo concelho. Uma data que toda a população fez questão de recordar e celebrar saindo à rua de cravo na mão.
Os festejos tiveram início na noite de 24 de abril com a peça de teatro “É Preciso não esquecer”, encenada pelos alunos da Universidade Sénior Túlio Espanca. Como o nome indica, a peça deu a conhecer aos mais novos o 25 de Abril e recordou aos mais velhos alguns dos acontecimentos que marcaram o país durante a ditadura. Temas como o ultramar, a destruição das famílias e dos sonhos dos jovens que partiram para as colónias, a censura e as repressões sofridas pelos opositores do regime foram os pontos-chave do teatro que culminou com a entoação da canção Grândola Vila Morena, a qual levantou toda a plateia.
Durante a manhã de 25, as ruas encheram-se de cidadãos para assistirem ao tradicional hastear da bandeira na Câmara Municipal e nas sedes de freguesia. Um momento cheio de emoção e significado acompanhado pela Banda do Centro Cultural de Alandroal.
Ainda de manhã foi inaugurada na vila de Terena uma exposição sobre o 25 de Abril, com desenhos e outros trabalhos das crianças do 1º ciclo e um atelier de pintura na Praça da República em Alandroal, intitulado “Pintar a Liberdade”, no qual os mais novos deram largas à imaginação.
O almoço convívio decorreu em Montejuntos, seguido de um momento musical com “Os Filhos da Liberdade” (Jorge Vadio, Nuno Barroso e Mário Leão).
Durante a tarde a população deslocou-se até ao Alandroal para ouvir o grupo “Trigueirão do Relheiro”, e os grupos corais de Alcáçovas e Malagueira, assim como o espetáculo de Manuel Freire “Cantigas de Abril”.
As comemorações não ficaram por aqui e no dia seguinte, 26 de abril, Terena voltou a receber a final da “5ª edição Seixal” em bicicleta, com chegada ao Santuário da Boa Nova.
Também no dia 30 de abril, integrado nos festejos, esteve em exibição no Fórum Cultural de Alandroal o filme “Até Amanhã Camaradas”.
O 40º aniversário da revolução dos cravos é comemorado durante todo o ano e várias são as iniciativas agendadas.